Música e brincadeira folclórica: herança cultural para crianças

No mês de agosto, celebramos o folclore nacional. Músicas de roda e brincadeiras folclóricas são ótimos recursos para ensinar os pequenos sobre a história e a cultura brasileira. Que tal aproveitar a ocasião para incentivar seus filhos a conhecerem um pouco mais da nossa herança cultural através de brincadeiras e cantigas do folclore? Veja a seguir algumas ideias para celebrar o mês do folclore.

Cantigas do folclore

Também chamadas de cirandas, as cantigas de roda do folclore brasileiro têm origem europeia, mas se adaptaram, ao longo do tempo, à diversidade cultural do nosso país. Muitas dessas canções falam sobre a fauna e a flora, além de costumes e crenças. Apresentar essas músicas de roda aos pequenos é uma maneira de ensinar sobre a cultura regional de cada estado. Uma ideia é fazer uma playlist com as músicas de roda do Brasil, incluindo Alecrim, Marinheiro Só, Pombinha Branca, Ciranda Cirandinha e Atirei o Pau no Gato. Proponha brincadeiras para acompanhar as canções.

Por exemplo, use caixinhas de fósforos para acompanhar a canção do Escravo de Jó. E que tal fazer um instrumento folclórico, como a maracá, para deixar a brincadeira com cantigas de roda ainda mais divertida? A maracá feita com recicláveis é bem fácil de confeccionar e você pode pedir para os pequenos explorarem os sons do instrumento enquanto escutam as músicas de roda.

Brincadeiras folclóricas

Uma outra forma de possibilitar a integração e estimular a coordenação motora das crianças é através de brincadeiras folclóricas, que em grande parte envolvem atividades em grupos. Em um dia de vento, nada mais agradável do que soltar pipas. Junte varetas de madeira, linha e papel colorido para as crianças fazerem suas pipas ou papagaios. Quando prontas para serem empinadas, mostre às crianças como direcionar a pipa, fazendo malabarismos no céu. De origem indígena e com a reputação de ser tão antiga quanto o Brasil, a peteca é outra brincadeira do folclore bastante popular. Com a palma da mão, as crianças devem atirar a peteca uma para a outra, sobre uma rede, e a peteca só pode ser tocada uma vez enquanto estiver em cada lado da rede.

O pião, trazido ao Brasil pelos portugueses, é jogado em várias regiões do país e o modelo mais tradicional, feito de madeira, ainda pode ser encontrado em muitas lojas. Sugira que a criança o pinte e, para deixar essa brincadeira folclórica ainda mais animada, movimente o pião no chão usando o barbante ou tente ainda o desafio de fazer o brinquedo girar na palma da mão. Gostou dessas ideias para comemorar o mês do folclore?

Foto: Jean Marconi

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!