Skip to content

As mães têm todas as respostas?

Crianças são questionadoras. Imagino que vocês observam isso nos seus filhos também: milhões de perguntas sempre sobre os mais variados e imprevistos assuntos. Afinal, eles estão descobrindo o mundo, sem freios, aprendendo sobre tudo ao seu redor. Esse site tem vários exemplos que me fizeram rir, por exemplo: “Como Deus faz para não afundar as nuvens quando anda no céu?”.

Quem já não ouviu alguma coisa parecida?! Muitas vezes, não sabemos a resposta, e é super comum mudar de assunto. “Filho, vá brincar” ou “filho, termine de comer o almoço”. E acabamos por matar esses questionamentos que são tão importantes para a formação da visão de mundo deles. Vale a pena ler essa matéria da Revista Crescer também. Então, queria fazer essa pergunta para vocês: por que muitas mães têm medo de responder “eu não sei”? O que vocês acham? Outro dia li essa história em um blog, não me lembro qual; então, se a autora estiver nos lendo, por favor, levante a mão! A filha acordou chorando no meio da noite e queria saber sobre os monstros no quarto, e a mãe respondeu que não tinha nada lá. 

A criança quis saber o que eram aqueles barulhos que ela estava escutando. Sabe aqueles barulhos da madrugada que nem a gente sabe o que é? A mãe não inventou nenhuma história mirabolante para explicar os ruídos, mas, sim, deu a mão para a filha e passeou com ela pela casa para mostrar que não estava acontecendo nada de diferente por lá. Muitas vezes, a gente simplesmente não tem a resposta. Adorei essa história, inclusive como a mãe resolveu a situação… Para mim, é isso: dar atenção para os questionamentos das crianças, mesmo que a gente não tenha nenhuma explicação, é dar a mão e embarcar com ela nessa descoberta do mundo, da imaginação e da criatividade.

Outras vezes, a gente sabe a resposta, mas não sabe como responder de um jeito adequado para a criança. Olha que legal esse site aqui para esses momentos. E vocês? Suas crianças já chegaram à idade de questionar? Como lidam com essas perguntas curiosas dos filhos? Contem suas histórias aqui!