Atividades para crianças autistas: 5 dicas para brincar e aprender

A brincadeira é uma excelente forma de estimular o desenvolvimento das crianças com autismo. Além de auxiliar as habilidades motoras e cognitivas, o brincar promove uma melhor comunicação e interação social. A seguir, reunimos cinco ideias de atividades para crianças com autismo que auxiliam na aprendizagem e na sociabilização. Confira!

Dado de brincadeiras

O dado de brincadeiras funciona como uma ótima atividade para crianças com autismo, especialmente para as mais novinhas que estão aprendendo a falar e a entender instruções. Como um dos objetivos é concluir uma ação do dado, a criança põe em prática suas habilidades de coordenação motora e orientações de espaço. Essa atividade para crianças com autismo pode ser feita em grupo.

Além de deixar a brincadeira mais divertida, brincar junto com os coleguinhas da mesma idade é um bom jeito de incentivar a integração e as regras de convívio em uma situação descontraída. Para fazer a brincadeira você vai precisar de um dado, cartolina ou papel sulfite, régua, tesoura e canetinha. Depois é só seguir essas instruções:

  • Use a régua para fazer um traço no meio da cartolina e depois três colunas na vertical. Você deverá ter seis quadrados para fazer os cartões da brincadeira. Recorte-os.
  • Cada cartão deverá corresponder a um lado do dado. Com a canetinha desenhe os ‘pontinhos’ do dado. Escolha uma cor que se destaque para deixar os pontos visíveis a uma certa distância. Dependendo da idade, a criança pode ajudar nessa etapa.
  • No lado inferior do cartão, escreva uma ação: pular, correr, dançar, cantar, rodar, apertar, entre outras.
  • Com os cartões prontos é só começar a brincadeira. Peça para a criança jogar o dado. Em seguida, ajude ela a encontrar o cartão correspondente ao resultado do dado. Lembre-se, assim como outras atividades pedagógicas para crianças com autismo, é importante que o adulto supervisionando tenha uma participação ativa, não só apoiando a criança durante a brincadeira, como também oferecendo instruções claras para facilitar a comunicação.

Brincando de agrupar

Cores vibrantes, objetos e texturas diversas são elementos importantes nas atividades para criança com autismo porque ajudam a reter a atenção. Brincadeiras de agrupar objetos são ótimas para ensinar as cores, conceitos de formas, além de noções de diferença e semelhança. O legal é que essa é uma das atividades pedagógicas para crianças autistas mais fáceis de adaptar de acordo com as habilidades ou idade dos participantes, além dos materiais disponíveis em casa.

Por exemplo, você pode pedir para a criança agrupar tampinhas de garrafa pet da mesma cor e depois colocá-las em caixas de papelão de cor correspondente. Outra ideia é fazer recortes de várias formas geométricas, algumas delas repetidas. Misture os recortes e use algum critério de classificação para a criança fazer os grupos – pode ser cor, tamanho ou forma. Embalagens de plástico ou papelão também servem para essa brincadeira.

Praticando o vocabulário com bexigas

Atividades de alfabetização para autismo também podem ser desenvolvidas com brincadeiras. Que tal usar bexigas para treinar o vocabulário e praticar a pronúncia das palavras? Para fazer a brincadeira, desenhe uma letra em cada bexiga – prefira as coloridas para chamar a atenção visualmente. Você pode colocar música e pedir para a criança espalhar as bexigas. Quando a música parar, ela deverá escolher uma e pensar em palavras que começam com a letra da bexiga. Se a criança apresentar dificuldades, ofereça pistas. Aproveite as bexigas para desenvolver outras atividades de alfabetização para autismo com brincadeiras.

Por exemplo, você pode dizer uma palavra e a criança deverá buscar uma bexiga com a letra inicial correspondente. Ou ainda, a criança pode dar toquinhos na bexiga, mas ao invés de contar ela deverá dizer o alfabeto. Se a bexiga encostar no chão, a criança deverá pensar em uma palavra que se inicie com a letra que ela acabou de dizer. Com criatividade é possível se divertir e ainda treinar o vocabulário.

Programa de entrevistas

Brincadeiras que estimulam a fala e a desinibição, como apresentar um programa de televisão ou de rádio, são boas opções de atividades para crianças com autismo. O faz de conta é perfeito para os pequenos exercitarem a imaginação e a capacidade narrativa, em um ambiente em que se sintam à vontade para criar. Então, que tal pedir para o seu pequeno escolher um personagem favorito de um livro ou filme para que ele seja o entrevistado do dia? Se quiser usar fantasias para se caracterizar como o personagem a brincadeira vai ficar ainda mais divertida. Depois é só usar a câmera do celular para gravar o programa. Legal não é mesmo?

Inventando histórias

Existem muitos jeitos divertidos de inventar histórias e muitos deles se integram nas atividades pedagógicas para crianças autistas. Se a criança não for alfabetizada, é possível trabalhar com imagens ou objetos para criar uma história bem divertida. Uma ideia é colar recortes de figuras em pedaços de cartolina. Essas serão as cartas do jogo. Lembre-se de criar 4 delas com um ponto de interrogação. Depois, embaralhe todas as cartas com as figuras voltadas para baixo. Em seguida, peça para a criança retirar uma carta do monte. Ela terá um minuto para iniciar uma história relacionada com figura da carta. O próximo participante deverá pescar uma nova carta e usar a figura dela para dar continuidade à história. Caso a carta pescada seja o ponto de interrogação, o participante está livre para criar o que quiser. Quanto mais sem sentido a história, mais divertida. 

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!