Brincar, como é bom brincar

Você já deve ter lido reportagens em revistas ou programas de TV sobre o fato de algumas brincadeiras servirem para analisar e entender o comportamento das crianças. E é verdade! Essa parte, porém, pode ser deixada para um psicólogo infantil. Afinal, nem toda brincadeira precisa ter, obrigatoriamente, um propósito educativo ou analítico. E a ideia do “brincar pelo brincar” precisa ser resgatada.

:) Toda criança precisa brincar e se sujar, para assim vivenciar experiências únicas que estimulem a criatividade e o crescimento e também o contato com os elementos da natureza, sem tempo, sem vigilância e sem qualquer intencionalidade observada ou imposta pelos adultos. Lembre-se, é claro, de sempre manter as condições de segurança, certo?

;) E esse brincar por si só não deve ser só em casa; na escola também há espaço para a brincadeira, sem que a criança tenha que atingir nenhum objetivo especifico. E preciso que nós, pais e mães (e também os educadores), saibamos respeitar o direito da criança de brincar livremente. A cabecinha dos pequenos é um mundo à parte, tão fértil de ideias e imaginação que, muitas vezes, não é preciso haver um brinquedo para começar a diversão.

Achar uma simples pedrinha ou descobrir animais de nuvens no céu rendem horas e horas de entretenimento para eles. Não tente encontrar respostas para todo e qualquer comportamento da criança. Apenas a deixe brincar! É claro que, de vez em quando, vale a pena dar uma olhadinha também só por curiosidade e para sentir mais orgulho ainda do seu filho.

:) Para encontrar mais jogos e brincadeiras, clique aqui!

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!