Como acabar com a choradeira


Jogar-se no chão, espernear, gritar e chorar são atitudes típicas de uma fase pela qual toda criança passa, a da birra. Essa é uma etapa delicada, um momento em que o pequeno está buscando a identidade própria. Segundo a psicanalista infantil e familiar Anne Lise Scappaticci, desde muito cedo as crianças aprendem a manipular os pais e as pessoas ao seu redor. Sabem mostrar-se boazinhas quando querem ganhar algo, por exemplo. Por isso, é fundamental saber lidar com as pirraças sem entrar em constante confronto com o seu filho. Gritar e perder o controle é pior. Então, qual será a solução? Trouxemos algumas dicas para ajudar a cessar o “espetáculo”, rsrs:

  • No caso das birras ao deitar, leve a criança pela mão para o quarto e conte uma história feliz e relaxante.
  • Na hora das refeições, não insista caso ela recuse a comida, pois, certamente, ela irá comer quando a fome “apertar”.
  • Para evitar rebeldia e choro ao ir para o banho, mude o foco mostrando objetos e falando em pessoas de que seu filho gosta. ;)
  • Não dê “audiência ao show”, a menos que a criança corra o risco de se machucar por conta da agressividade e dos objetos perigosos que estejam perto.
  • Se o incidente ocorrer numa festinha de aniversário, por exemplo, retire-a do local e, após se acalmar, leve-a para casa. Lembre-se de que, depois de um escândalo desse tipo, a criança não pode ser recompensada com diversão.
  • É fundamental insistir nas regras de comportamento antes de sair de casa e durante o passeio. Segundo a psicóloga infantil e terapeuta familiar Suzy Camacho, até os seis anos, a criança não tem capacidade de se concentrar nas palavras por mais de 20 ou 30 segundos.
  • Jamais bata no seu filho. * Nunca estenda a bronca por horas a fio.
  • Pode acontecer de a birra ser um sinal de fome, sono ou carência da criança. Se for esse o caso, pergunte carinhosamente se ela quer  comer algo, se quer descansar ou apenas um colinho.

;) Agir com firmeza, encarando essa fase com naturalidade e destreza sem ser agressivo, é um grande passo para desenvolver no seu filho, ao longo do tempo, a capacidade de aceitar regras. Não faça disso uma batalha diária, mas, sim, um momento de despertar a maturidade no pequeno e ajudar a formar a sua personalidade aos pouquinhos.  :)  

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!