Skip to content
meu filho está rocando

Meu filho está roncando

Você consegue ouvir o ronco do seu filho que está lá no outro quarto ou percebeu que, ao adormecer no sofá, o pequeno, além de roncar, parece não estar respirando por alguns segundos? Atenção, papais e mamães! Ronco e apneia, pequenas pausas na respiração durante o sono, é assunto sério e, quanto mais cedo for diagnosticado e tratado, melhor. Segundo informações do Hospital das Clínicas, em São Paulo, o ronco costuma atingir crianças sobretudo na faixa de 2 a 9 anos. As causas do ronco podem estar associadas aos seguintes fatores:

  • Dificuldade respiratória causada pela obstrução das vias aéreas devido a alergias como rinite, sinusite;
  • Dificuldade respiratória causada por infecções nas amígdalas ou na garganta;
  • Hipertrofia da adenoide: carne esponjosa que fica na parte de trás do nariz e do palato mole;
  • Obesidade;
  • Gripe ou resfriado: nesses casos, o ronco pode surgir em decorrência dos sintomas dessas doenças, como nariz entupido e coriza. Mas o normal é que a criança volte a dormir sem roncar quando a gripe ou resfriado forem curados;
  • Cansaço;
  • Hábito de dormir respirando pela boca;
  • Uso excessivo de chupeta e mamadeira. 
 

Criança roncando: sinais a ter em conta 

 
A roncopatia infantil pode ser apenas circunstancial ou estar associada a outros problemas de saúde. Segundo com a Clínica Sepam, especializada em otorrinolaringologia, o ronco preocupante é aquele “que possui um tom muito alto, ocorre todas as noites e apresenta ‘pausas’ que podem durar de 10 a 90 segundos; a sua retomada ocorre em um tom mais alto, quando a pessoa apresenta movimentos bruscos, com sensação de sufocamento”.
 

E ainda ressalta a importância que os pais devem dar ao ronco dos filhos logo cedo: “É muito importante que se verifique por que a criança ronca, pois sabemos que, se não for  tratada na infância, quando adulta será certamente acometida pela síndrome da apneia obstrutiva do sono. Além disso, a criança terá problemas em seu crescimento ósseo, podendo apresentar dificuldades escolares e irritabilidade excessiva”. 

Em resumo, veja abaixo alguns sinais que deve ter em conta, tanto durante o dia como durante a noite:

  • O seu filho ronca três ou mais noites por semana
  • Pausas respiração que duram mais de 10 segundos 
  • Sono agitado, com movimentos bruscos
  • Dorme em posições estranhas
  • Transpiração excessiva durante o sono
  • Acorda cansado e com dores de cabeça

Caso o seu pequeno esteja apresentando algum desses sintomas durante a noite, o mais indicado é procurar a ajuda de um otorrinolaringologista, pois somente o médico poderá diagnosticar o caso e indicar o melhor tratamento, com ou sem cirurgia.

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!