3ª edição do Programa Pelo Direito de Ser Criança premia 31 escolas de todo Brasil

Brincar é coisa séria. E tão importante para OMO, que desde 2008 a marca promove, em parceria com o Instituto Sidarta, o Programa Pelo Direito de Ser Criança, um prêmio que incentiva escolas dos Ensinos Infantil e Fundamental I a estimularem o aprendizado por meio da brincadeira. O evento de premiação da 3ª edição do Programa – nas duas primeiras edições, chamava Selo Aqui se Brinca – aconteceu no último dia 20 em São Paulo e reuniu cerca de 200 pessoas na Sala São Paulo.

Há dez anos, OMO segue a missão global de despertar o potencial humano por meio do desenvolvimento infantil. Por isso, criou o programa e elegeu cinco pilares como requisitos para avaliação dos ganhadores: Direito de aprender através de brinquedos não estruturados; Direito de viver o mundo através da experiência; Direito de estar em contato com a Natureza; Direito de experimentar o cuidado com o planeta e com a sociedade, além de Direito de vivenciar a cultura local. Com abragência nacional, esta edição teve mais de 4 mil escolas inscritas, entre públicas e privadas, do ensino Infantil e Fundamental I. Vale a pena destacar que, das escolas premiadas, 45% são públicas. Isso demonstra que a implementação de práticas alinhadas ao aprendizado pela brincadeira depende muito mais da iniciativa dos profissionais e do apoio dos pais.

O diretor de marketing da categoria de Higiene e Limpeza da Unilever, Robert-Hein Schermers mostrou sua satisfação sobre o resultado da premiação, que teve como jurados consultores de educação de todo o País. “As instituições vencedoras refletem a abrangência do Programa. Entre as escolhidas, estão escolas de cidades pequenas com 5,9 mil habitantes até da capital de São Paulo", afirma Schermers. Além dos prêmios, um parque educativo para cada um dos cinco vencedores da categoria “Melhores Práticas” e um brinquedo desenvolvido por OMO para potencializar a experiência do brincar para os 26 ganhadores do prêmio “Boas Práticas”, o mais importante para as escolas é o aprendizado das crianças e o reconhecimento de profissionais da educação. Veja a lista completa de escolas vencedoras clicando aqui.

No final da festa, teve histórias para a plateia também, mostrando que os adultos podem se divertir e – e por que não? – aprender mais uma forma de soltarem a espontaneidade e liberar a risada. Se você é educador, também acredita no aprendizado por meio da brincadeira e já desenvolve ações alinhadas com nossos pensamentos, fique de olho e inscreva sua escola na próxima edição do Programa Pelo Direito de Ser Criança! Ela pode se tornar uma referência na sua região e os alunos se tornarem mais especiais! Para os pais, vale incentivar as escolas dos seus filhos a introduzirem essas práticas também. ;)

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!