Bullying no ambiente escolar: como ajudar a criança

Ser alvo de críticas maldosas, brincadeiras humilhantes e violentas são alguns dos problemas enfrentados por crianças que sofrem com o bullying na escola. Tomar providencias contra esses atos de agressão verbal e física é o melhor caminho para evitar traumas psicológicos no futuro. Saiba como identificar e como lidar com o bullying infantil na escola.

Quais as causas do bullying?

O bullying no ambiente escolar acontece quando um aluno é vítima de hostilidades causadas por visões preconceituosas de um grupo ou indivíduo que o consideram diferente da maioria. Uma criança que se destaca nos estudos ou está acima do peso, por exemplo, pode ser hostilizada e discriminada socialmente pelos seus colegas de classe. Com a popularização das redes sociais, os casos de bullying infantil na escola se potencializaram. Não mais confinado à sala de aula, o bullying com crianças também acontece através de mensagens e conteúdo agressivo publicado na internet para desmoralizar o aluno discriminado.

Como identificar o bullying na escola

Segundo um estudo da American Psychological Association, as crianças e os adolescentes vítimas de bullying estão mais suscetíveis a problemas de depressão e ansiedade. Identificar os casos de bullying infantil na escola é essencial para evitar danos psicológicos. Alguns comportamentos podem sem indicativos de bullying, e os pais e professores devem ficar atentos se a criança mostrar os seguintes sinais:

  • Não querer mais frequentar as aulas
  • Pedir para mudar de turma ou escola
  • Dificuldade de atenção
  • Queda no rendimento escolar
  • Apresentar sintomas como dor de cabeça ou de estômago, suor frio

O que fazer para ajudar a criança que sofre bullying no ambiente escolar?

Os pais e professores precisam demonstrar apoio e acolher a criança que sofre bullying na escola. É importante que os adultos reafirmem a vítima de bullying, valorizando suas qualidades e demonstrando que ela não é culpada pelas agressões que sofre. Conversar com a criança vai permitir que ela expresse seus sentimentos em relação às agressões e ameaças que sofre.

Evite fazer críticas e não minimize o problema. A criança precisa ser ouvida. Os pais devem relatar o bullying com crianças a um responsável na escola para tomar providências contra os agressores. Nos casos mais graves, quando há perseguição na internet, é necessário reunir provas do conteúdo abusivo. Imprima páginas e mensagens ofensivas à criança para fazer um boletim de ocorrência. Entre em contato com o provedor para retirar do ar essas publicações.

Ações em conjunto para evitar o bullying na escola

Há ações e iniciativas que ajudam a evitar o bullying com crianças. O trabalho preventivo, em conjunto com os pais e a escola, é um bom caminho para conscientizar sobre atitudes discriminatórias no ambiente escolar e na internet. Organizar programas antibullying na escola e na comunidade traz benefícios.

Essas campanhas podem promover ações como palestras com psicólogos e capacitação dos pais e funcionários para lidar melhor com o bullying no ambiente escolar. Discutir o tema em casa e na sala de aula também é um meio de conscientizar os agressores e criar políticas de não tolerância ao bullying com crianças.

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!