Coelho em casa: Cuide do seu bichinho sem comprometer o lar

Quer animal mais fofo que o coelho? Ele tem a aparência de um bichinho de pelúcia e encanta não só as crianças! Mas cuidar deste animalzinho requer atenção. Veja abaixo:

  • Não existe vacina para coelhos. Leve o seu periodicamente ao veterinário. É essencial para a saúde dele, além de deixar as zoonoses bem longe da sua casa. :)
  • O ideal é que ele viva em uma gaiola forrada com serragem – que deve ser trocada duas vezes por semana. Não se esqueça de limpar os depósitos de cálcio que se formam
  • A substância é eliminada pela urina do animal. Consulte um veterinário para saber qual é a melhor forma de fazer essa limpeza específica. E lembre-se de que eles também devem dar as suas voltinhas! Escolha ambientes amplos e limpos
  • O quintal da sua casa ou área de serviço. Mas tome cuidado com eletrodomésticos, pois eles adoram roer fios!- Na hora de alimentar o seu animalzinho, você pode oferecer rações específicas, além de verduras verde-escuras, cenoura
  • Este alimento é perfeito para garantir o desgaste natural dos dentes! – e alfafa. Os coelhos não podem comer frutas ou verduras de folhas claras.
  • Uma vasilha de água limpa e fresca deve estar sempre à disposição do seu animalzinho!
  • Jamais segure-o pelas orelhas. Apertando as orelhas, a pessoa pode causar hematomas, que levariam a dor intensa e à perda temporária da capacidade de troca de temperatura (perda de calor).
  • Ao pegá-lo no colo, faça isso com muita delicadeza e atenção, pois os coelhos são animais com ossos muito frágeis e que quebram com facilidade.
  • Cuidados com a dentição: é preciso levar o bichinho para desgastar os dentes no veterinário, pois quando os dentes da frente começam a crescer é porque os detrás já estão longos. O crescimento desordenado desses dentes pode causar problemas na face, olhos e maxilar.
  • Esses bichinhos podem viver até os sete e oito anos de idade.
  • É natural e até saudável que os coelhos comam suas próprias fezes liberadas por volta das 5 horas e o processo faz parte do metabolismo desses animais e é importante para a absorção de nutrientes. Apesar de ser um animal dócil e inofensivo, ele pode transmitir algumas doenças: 

Dermatofitose (micose)

Infecção de pele causada por fungos.

Doença de Lyme

Os coelhos podem carregar carrapatos infestados pela bactéria causadora do mal. A picada desses insetos, então, provoca desde irritações na pele, náuseas, febre e cansaço até problemas cardíacos e artrite.

Salmonelose 

Causada por bactéria, a doença é transmitida por meio do contato com as fezes do animal. Nos seres humanos os sintomas são dor abdominal, febre e diarreia. Cuidados como lavar as mãos após fazer a limpeza do local em que o bichinho fica, além de mantê-lo longe do rosto, evitam o contágio. ;)

Aproveite as nossas dicas e se divirta sem preocupação!   

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!