Como ajudar uma criança com dislexia: o que os pais podem fazer

A dificuldade com a leitura e a escrita são os sintomas mais evidentes da dislexia em crianças. Além de buscar a orientação de um psicopedagogo, há uma série de atividades para trabalhar com a dislexia que os pais podem fazer com os filhos. Encontre a seguir dicas de como lidar com a dislexia no dia a dia através de atividades e práticas que facilitam a compreensão do aprendizado.

O primeiro passo é aprender como lidar com a dislexia

Cada caso de dislexia em crianças deve ser tratado como único e uma consulta com um psicopedagogo é essencial para encontrar soluções que facilitam o aprendizado. Além de traçar um diagnóstico mais preciso para cada criança, pois existem vários níveis de dislexia, o psicopedagogo vai informar sobre estratégias de como lidar com a dislexia em casa e na escola, e se há necessidade ou não de exames clínicos (oftalmológico e audiométrico) ou acompanhamento de um fonoaudiólogo.

Essas orientações são o ponto de partida para saber como ajudar uma criança com dislexia. Sobretudo, a presença do psicopedagogo permite que os pais e a escola compreendam quais as áreas do aprendizado em que a criança disléxica requer maior apoio.

Atividades para crianças com dislexia: ideias para incentivar o aprendizado

Há algumas atividades para trabalhar com dislexia que os pais podem fazer em casa. São práticas simples e que podem facilitar e estimular a aprendizagem da criança disléxica. Veja algumas delas:

1) Escrita, fala e leitura

  • Uma das características da dislexia é trocar sílabas na linguagem escrita e falada. Para estes casos, atividades que estimulam a formação de palavras são indicadas.
  • Os jogos de forca, caça-palavras e palavras-cruzadas são boas opções de atividades para crianças com dislexia, pois estimulam a memória e ajudam na identificação das sílabas que compõem a formação correta das palavras.
  • Outra boa ideia de atividade para trabalhar com dislexia é fazer recortes de letras e pedir para a criança agrupá-las em conjuntos iguais. Isso ajuda estabelecer a diferença no formato e na pronúncia da letra.
  • Em relação à leitura, há como ajudar uma criança com dislexia através de recursos audiovisuais. Historinhas infantis ilustradas e acompanhadas de áudio ajudam na compreensão do que está escrito e deixam a leitura do texto mais leve e lúdica.
  • Uma outra estratégia é ler junto com a criança para que ela possa identificar as pausas e assimilar as funções da pontuação. Durante a leitura, faça perguntas para estimular a compreensão do texto e peça para a criança anotar o nome dos personagens ou fazer desenhos.
  • Lembre-se: incentive o uso de marcadores para a criança identificar passagens importantes do texto. Uma régua ou um cartão também são úteis para orientar a leitura e evitar distrações.

2) Cálculo

A dislexia em crianças também se traduz na dificuldade com cálculos, por isso atividades que proporcionam uma melhor visualização dos conceitos matemáticos devem ser estimuladas.

O xadrez e o sudoku, por exemplo, são passatempos que ajudam na compreensão das quatro operações matemáticas. A criança disléxica certamente terá mais facilidade para entender um problema aritmético com o uso de alguns objetos, como moedas, palitinhos ou bolinhas de gude.

Procure utilizar esses materiais na lição de casa. Gráficos e diagramas, além de brinquedos educativos, como o ábaco de contas, dominós e bingos numéricos, são recursos que facilitam o aprendizado da matemática e ainda tornam as atividades para crianças com dislexia mais divertidas.

3) Estratégias para o dia a dia

  • A criança com dislexia pode apresentar dificuldade para ver as horas no relógio de ponteiro. Portanto, tenha à disposição um relógio digital para que ela possa associar os números aos ponteiros do relógio com maior facilidade.
  • Outra dica de como ajudar uma criança com dislexia é criar um calendário para facilitar a organização. Por exemplo, use cores diferentes para destacar os dias de entrega de trabalhos e tarefas escolares. Para evitar o esquecimento, anote os livros e materiais que serão usados em dias específicos de aula. Entre outras vantagens, o calendário também auxilia na programação dos estudos.
    a coordenadora técnica do Instituto ABCD, Roselaine Almeida
  • Entender e expressar ideias pode ser mais difícil para o disléxico. Para facilitar a comunicação, ofereça instruções com clareza e objetividade. Se notar que a criança se expressa de forma confusa, faça perguntas e peça mais informações para auxiliar a elaboração da ideia a ser comunicada.
  • Aprender como lidar com a dislexia requer paciência e compreensão por parte dos pais. A criança precisa se sentir motivada para querer aprender, mesmo diante das dificuldades. Sempre que possível, faça elogios e lembre a criança sobre os progressos que ela alcançou através do seu próprio esforço.

Achou essas ideias de atividades para criança com disléxia úteis? Confira também nossa entrevista com a coordenadora técnica do Instituto ABCD, Roselaine Almeida, sobre distúrbios de aprendizado. 

Dicas de limpeza para todas as necessidades da casa. Se você está combatendo as manchas, clique aqui e descubra como limpar quase tudo!